23°C 26°C
Lauro de Freitas, BA
Publicidade

Os planos da chinesa BYD para fazer da Bahia o “Vale do Silício brasileiro”

Empresa lançou nesta segunda-feira (9) a pedra fundamental para início de reforma de fábrica de carros elétricos na Bahia

10/10/2023 às 09h56 Atualizada em 10/10/2023 às 10h03
Por: Fonte: exame.
Compartilhe:
Os planos da chinesa BYD para fazer da Bahia o “Vale do Silício brasileiro”

O investimento de 3 bilhões de reais que a chinesa BYD vai fazer em Camaçari, na Bahia, tem uma intenção maior do que abrir uma fábrica de veículos elétricos. De acordo com Stela Li, presidente da empresa nas Américas, a montadora asiática quer transformar a região metropolitana de Salvador no “Vale do Silício brasileiro”.

Continua após a publicidade

“Já estamos desenvolvendo uma tecnologia local para fazer um motor híbrido que aceite etanol”, disse Li. “E queremos juntar novas empresas para desenvolver tecnologia aqui. Fazer um polo”.

A executiva confirmou que, além da produção fabril, será montada na cidade de Camaçari um polo de tecnologia para a empresa. O ponto foi reiterado pelo CEO global, Wang Chuanfu.

Continua após a publicidade

“Somos uma empresa com mais de 90.000 engenheiros”, afirmou. “Solicitamos 19 patentes por dia. E queremos apoiar a Bahia, especialmente a região de Camaçari, a se tornar o Vale do Silício do Brasil. É por isso que construiremos um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Salvador”.

 
 

As falas foram feitas durante o lançamento da pedra fundamental da fábrica da BYD na Bahia, nesta segunda-feira (9). A operação ficará onde funcionou, até 2021, às instalações da Ford, que saíram do Brasil. De acordo com a chinesa, o plano é começar a fabricar elétricos nacionais entre o final de 2024 e o início de 2025.

Continua após a publicidade
 

Como será a fábrica da BYD no Brasil

 
 

O plano de investimento é de pelo menos R$ 3 bilhões no país – sendo R$ 1 bilhão já sendo destinado até 2024 – e a geração de 5 mil empregos diretos e indiretos a partir da nova planta estabelecida no estado.

 
 

No evento, Li também confirmou que os primeiros veículos produzidos na fábrica brasileira serão o Dolphin, o Song e o Yuan.

 
 

A fábrica da BYD contará com três unidades fabris. A terceira, de processamento de insumo, será montada em outro plano de investimento, ainda não divulgado. 

 
  • Unidade 1: produção de caminhões elétricos e chassis para ônibus
  • Unidade 2: produção de carros elétricos e híbridos
  • Unidade 3: processamento de insumos, como lítio e ferro fosfato
 

Bahia terá incentivos fiscais

 

Durante o evento, o governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, anunciou também a isenção de IPVA para carros elétricos emplacados no Estado com valor de até 300.000 reais. O projeto será apresentado na Assembleia Legislativa e prevê também que, para carros elétricos acima de 300.000 reais, a alíquota será de 2,5%.

 
 

Na cerimônia, o senador Otto Alencar também falou que os incentivos fiscais do governo federal concedidos ao setor automotivo no Nordeste e no Norte também valerão à montadora chinesa. Os incentivos para a região vêm sendo prorrogados desde 1997 e agora estão sob avaliação do Senado.

 
 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários